Siga-nos

Perfil

Expresso

  • Chamem-me o que quiserem

    Henrique Monteiro

    Diz-se – mas eu não sei – que no paleolítico um homem que precisasse de mulher, para efeitos de reprodução, que seriam ainda os mais importantes, dava uma mocada na cabeça de uma e arrastava-a para a sua caverna, pelos cabelos. Não sei se os doutos juízes da Relação do Porto que assinaram a célebre sentença sobre violência doméstica (Neto de Moura e Maria Luísa Arantes) se esqueceram deste exemplo – e todos somos descendentes de homens e mulheres assim – ou apenas não quiseram ir mais longe do que os tempos da Bíblia

  • Violência doméstica: UMAR arrasa acórdão da Relação do Porto

    Sociedade

    Lusa

    A UMAR – União Mulheres Alternativa e Resposta considera que a fundamentação usada pelos juízes no acórdão da Relação do Porto que manteve as penas suspensas para o marido e o amante de uma mulher adúltera, vítima de violência doméstica, transmite “uma forma de pensar que está ultrapassada e é retrograda, com juízos de valor e moralismos que não são do nosso temos e deviam já ter sido ultrapassados”

  • Prisões decapitadas

    Internacional

    Plíno Fraga, no Brasil

    Nas duas primeiras semanas de 2017, os motins nas cadeias causaram a morte de 125 presos e revelam que o sistema prisional brasileiro é um corpo sem cabeça que agoniza no espaço público

  • Uma espécie de milagre

    Arquivos Expresso

    Frederico Lourenço, Prémio Pessoa 2016, é um dos mais respeitados intelectuais portugueses e tem em mãos um projeto “saudavelmente radical” — a tradução da Bíblia a partir dos textos originais em grego Neste fim de semana em que celebramos a família e nos preparamos para o ano que há de vir, o Expresso republica histórias, reportagens, conversas, narrativas, dúvidas, considerações, certezas e revelações que fizeram de 2016 um ano preenchido. Todos estes artigos são publicados tal como saíram inicialmente

  • Prémio Pessoa ao Expresso: “A palavra escrita é demasiado limitada para nos dar a dimensão de Deus”

    Cultura

    Cristina Margato e Marcos Borga

    No dia em que foi anunciada a atribuição do Prémio Pessoa 2016 a Frederico Lourenço, o Expresso recupera a entrevista publicada em setembro na E, por ocasião do lançamento do primeiro de seis volumes da única tradução integral da Bíblia a partir do grego editados pela Quetzal. Uma empreitada que o helenista, professor universitário, escritor, poeta, cronista e gay assumido só dará por terminada em 2020

  • O homem que vive à procura do livro certo

    Cultura

    Luciana Leiderfarb

    Um mundo com livros não significa um mundo com leitores. Perderam-se ambos num ponto nebuloso deste nosso tempo. Nunca houve tantos livros escritos, impressos e comprados como hoje e, paradoxalmente, nunca se leu tão pouco. O trabalho de Maurício Leite existe para que se voltem a encontrar. Dele é o projeto Mala de Leitura, já distinguido pela Unesco, criado para que os livros circulem e pelo caminho descubram o seu leitor particular

  • O homem que vive à procura do livro certo

    Diário

    Luciana Leiderfarb

    Um mundo com livros não significa um mundo com leitores. Perderam-se ambos num ponto nebuloso deste nosso tempo. Nunca houve tantos livros escritos, impressos e comprados como hoje e, paradoxalmente, nunca se leu tão pouco. O trabalho de Maurício Leite existe para que se voltem a encontrar. Dele é o projeto Mala de Leitura, já distinguido pela Unesco, criado para que os livros circulem e pelo caminho descubram o seu leitor particular