Anterior
Quatro mortos e 40 feridos em confrontos na Líbia
Seguinte
Martim Silva comenta o Expresso desta semana
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >  Padre Vítor Melícias condena "assédio à dignidade do pobre"

Padre Vítor Melícias condena "assédio à dignidade do pobre"

O presidente emérito da Confederação Internacional das Misericórdias (CIM) defendeu que a crise atual é "de valores e de lideranças, com a agravante de, pela prevalência dada aos critérios financeiros sobre os próprios critérios de economia e critérios sociais". 
Lusa |
"É extremamente urgente que se travem estas medidas tão aceleradas de austeridade", disse o padre Vítor Melícias
"É extremamente urgente que se travem estas medidas tão aceleradas de austeridade", disse o padre Vítor Melícias / Jorge Simão

O presidente emérito da Confederação Internacional das Misericórdias (CIM), padre Vítor Melícias, condenou hoje o "assédio à dignidade do pobre", numa declaração a propósito das medidas de austeridade em Portugal.

"É extremamente urgente que se travem estas medidas tão aceleradas de austeridade, com incidência sobretudo financeira", preconizou o também ministro provincial dos Franciscanos e membro do Comité Económico e Social em Bruxelas.

Falando à agência Lusa à margem do Congresso Internacional das Misericórdias, que termina hoje no Porto, o presidente emérito da CIM considerou que "não se  está a tomar em atenção que as primeiras pessoas a serem atendidas são os pobres".

Vítor Melícias assinalou que vê "com muita preocupação o assédio à própria dignidade do pobre enquanto pessoa humana e enquanto primeiro de todos os irmãos".

O padre franciscano entende que a crise atual é "de valores e de lideranças, com a agravante de, pela prevalência dada aos critérios financeiros sobre os próprios critérios de economia e critérios sociais, se estar, aceleradamente, a agravar a insegurança das pessoas, quer a nível social, quer até a nível psicossocial".


Opinião


Multimédia

Hoje é dia de cozido serrano... light

O Talasnal é talvez a mais famosa das aldeias de Xisto da Lousã, cheia de carisma e de pormenores que fazem esquecer o tempo a passar. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta receita.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?


Comentários 42 Comentar
ordenar por:
mais votados
Milícias
Não sei o que pensaria Francisco de Assis, dos rendimentos,, do estilo, da apresentação de Milícias.

Mas, por aquilo que tenho ludo, talvez o expulsasse da Ordem.
  Quem vive em palácio perde legitimidade para falar em nome dos pobres........
Re: Milícias
Re: Milícias
Re: Milícias
Re: Milícias
Re: Milícias
Ó ex65462547748
Re: Ó ex65462547748
Re: Ó ex65462547748
Pois pois...
Re: Pois pois...
Re: Milícias
São tão lindos os pobrezinhos!
Como salvaríamos a nossa alma sem os pobrezinhos!
Que lindos são os pobrezinhos!
Temos de ter compaixão pelos pobrezinhos!
Que seria de nós sem os pobrezinhos!
Que lindos são os pobrezinhos!
São a salvação da nossa alma os pobrezinhos!

Amén!
Denegrir alguém... é tão lindo !!

A bandalheira de comentadores que se insurge porque o homem recebe 7 mil euros de pensão, sendo franciscano, fazendo voto de pobreza.
Desde quando o voto de pobreza implica não receber !!

Só vêem o que ele bebe, mas não os tombos que deu !!

O padre em 1965 era já profe universitário. Descontou 45 anos para a reforma, tendo até uma como presidente de administração de um Banco.

O que todos gostam é dos que têm 3 e 4 reformas obtidas no serviço público, dos ""banqueiros" da CGD com pensões de 16 mil euros por 15 meses de presença, dos políticos com pensões à vida com 8 anos de "trabalho".

O herói desta gentinha são os Jardim Gonçalves com as suas pensões de 35 mil euros e um fausto de vida, mas esses são do Opus Dei, chibatam-se para amolecer as carnes e assim redimirem-se do pecado.

Re: Denegrir alguém... é tão lindo !!
Re: Denegrir alguém... é tão lindo !!
Para a maioria dos comentadores...

Um padre bom é o do tipo Cerejeira !!

Os que apoiavam polícias políticas, os que adoravam os tribunais plenários, os que tinham conhecimento da existência de presos políticos em campos de concentração, os a quem a censura prévia era uma coisa óptima... os outros, tudo uma cambada de comunas !!!
Re: Para a maioria dos comentadores...
Re: Para a maioria dos comentadores...
Re: Padre Vítor Melícias condena "assédio à dignid


Por Favor Meditem e divulguem;

ograndesinal.blogspot.pt/2012/09/httpwww.html

Bem HAJA
Vou já começar a divulgar!
Re: Padre Vítor Melícias condena
A spam, com spam respondo
Re: Padre Vítor Melícias condena "assédio à dignid
Richelieu
Oh Richelieu,
Confessor da mais alta elite de Portugal.
Quem sabe V.Exa de pobres?
Encontra-os nos desfiles de José António Tenente ou no Estádio de Alvalade?
Onde está o seu voto de pobreza, franciscano?
A sua imagem pública ultraja tantos franciscanos e missionários dos pobres e envergonha-me a mim, como católico.
Sabe que às horas dos jogos do Sporting há muitos voluntários que distribuem bens e refeições voluntariamente aos idosos que vivem sós nas zonas históricas das cidades?
Ó pastor que não apascentas as ovelhas...o juízo será mais duro para ti!
Os pobres esperam que partilhes com eles as sumptuosas pensões que auferes do vil Estado!
Onde está a tua humildade e a tua caridade, ó sacerdote de políticos hipócritas e de burgueses?
Esqueces os pobres, Só os deitas da boca para fora. Mas é deles que te serão pedidas contas!
As tuas escolhas ultrajam aqueles que servem os pobres, com sacrifício das suas vidas pessoais e familiares!
Peocupas-te com as coisas mundanas, não com as coisas de Deus...
Re: Richelieu
Re: Richelieu
Re: Richelieu
Re: Richelieu
Re: Richelieu
Re: Richelieu
Re: Richelieu
Re: Richelieu
Re: Richelieu
Mais spam, obriga a spam
Padre Melícias com pensão de 7450 euros
O padre Vítor Melícias, ex-alto comissário para Timor-Leste e ex-presidente do Montepio Geral, declarou ao Tribunal Constitucional, como membro do Conselho Económico e Social (CES), um rendimento anual de pensões de 104 301 euros. Em 14 meses, o sacerdote, que prestou um voto de obediência à Ordem dos Franciscanos, tem uma pensão mensal de 7450 euros. O valor desta aposentação resulta, segundo disse ao CM Vítor Melícias, da "remuneração acima da média" auferida em vários cargos.
INDECOROSO.
Este franciscano sempre viveu como um nababo. Basta ver como se veste ( camisinha Lacoste, boa fatiota e sapatinho), por onde anda (bons hotéis e boas mordomias) e do que gosta, como por exemplo, touros de morte...em Espanha. De franciscano, nem o hábito. Padre, doutor e banqueiro. Em resumo, uma reforma de mais ou menos 7000 €. FARSANTE.
este grande defensor dos pobres neh
pois fez votos de pobreza,perguntem-lhe que reforma tem e como a consegiu,pois este é igual ao outro bispo vermelho,
diz façam como eu digo e não como vivo á grande e á francesa,devia ter vergonha
Re: este grande defensor dos pobres neh
Olha!!!
ó melicias , vai dar banho ao cão e lava-te na mesma água !! XULO.
Isto está a ficar lindo!
Quem aufere vencimento ou reforma acima de dois ou três mil euros é chulo e quem ganha mais que setecentos euros é um trabalhador rico!
Entretanto muito respeitinho pelos proletários que recebem cinquenta mil para suarem as estopinhas em qualquer coisa não-executiva, para aqueles que arduamente trabalharam durante vários meses e algumas vezes até uns anitos para acumularem reformas que não não passam das dezenas de milhares.
Pergunta estúpida, quantos pobres são necessários aumentar às estatísticas para criar um rico, refiro-me óbviamente aos respeitáveis, não aqueles que ganham mais de setecentos euros.
como por encanto e a proposito de un impostozito
eis que todos os ricos vem falar em nome e com pena dos pobres.....
  eis que todos os instalados , donos de fundaçoes inuteis , donos de subvençoes mensais acima dos 3000 euros, os jornalistas que por acaso ninguem sabe os seus vencimentos, eis que ate os banqueiros, sindicalistas, capitalistas e todos os que tem atirado a economia nacional para a lama... vem falar em nome dos pobres que toda a vida despresaram e toda a vida chularam ate ao tutano.....acompanhados pelos juizes e pelos diretores gerais, que nao aceitaram perder os subsidios de natal e ferias... vem choarar lagrimas de corocodilo pelos pobres, que sempre desprezaram e sempre roubaram ...
  e assutador ver essa especie de sangessugas do erario publico mascaradas de advogados dos pobres...para mais facilmente lhes comer as papas na cabeça...e para manter as suas mordomias a salvo......o que é mais assutador ainda sao os midia terem conseguido arregimentar um bando de mercenarios para essa causa.
Comentários 42 Comentar

Últimas

Ver mais
Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub