Siga-nos

Perfil

Expresso

Está Dito

“É curioso como alguém que tinha um cérebro aprisionado num corpo conseguiu levar uma vida normal e ser mais do que uma vida normal”

Carlos Fiolhais

O professor de Física Teórica na Universidade de Coimbra lamentou o desaparecimento de Stephen Hawking que morreu esta quarta-feira, aos 76 anos, e lembra que o legado do físico britânico ultrapassa os ensinamentos científicos. Jornal de Notícias online, 14/03/2018