Siga-nos

Perfil

Expresso

Está Dito

“Ter uma almofada de liquidez dá segurança (...) aos investidores. Temos as necessidades de financiamento do próximo ano cobertas a 40%-50%”

Ricardo Mourinho Félix

Segundo o secretário de Estado adjunto e das Finanças "a percentagem paga do empréstimo total inicial do FMI subiu para 63%". Os últimos reembolsos antecipados feitos "correspondem a amortizações de capital que originalmente eram devidas em março e abril de 2020". E a ideia é "prosseguir com esta estratégia". "Muitos dizem que ter este dinheiro em depósitos, em cash, custa juros e aumenta a dívida, mas o que nós dizemos é que este dinheiro ajuda a pagar ao FMI, cujo empréstimo é muito mais caro", logo diminuindo a fatura dos juros. Diário de Notícias, 05/09/2017