Siga-nos

Perfil

Expresso

  • 333

Está Dito

“O Grupo Lena desenvolveu contactos, através de Carlos Santos Silva, de forma a procurar obter o apoio do poder político”

Joaquim Paulo da Conceição

Presidente executivo (CEO) do Grupo Lena, num depoimento prestado no DCIAP, no âmbito do processo Marquês, vai ainda mais longe e admite que "o apoio fazia-se atravéz de José Sócrates e eram realizados pagamentos para este último" com o objetivo de abrir portas e novos mercados para a empresa. Correio da Manhã, 16/09/2016