Siga-nos

Perfil

Expresso

O verbo plantar

  • 333

As razões profundas que nos avizinham de certos verbos, e nos distanciam de outros, devem ser buscadas não apenas no imponderável que tece a malha pura dos acasos, mas naquelas necessidades que se alojam no âmago da nossa experiência vital e nos movem numa determinada direção, mesmo se os seus motivos não nos são logo conscientes. E, no entanto, são essas necessidades, que tantas vezes permanecem por escutar, que mais precisamos de acolher e trabalhar internamente, pois se elas expressam a nossa ferida também iluminam a natureza daquilo que pode constituir para nós o resgate. O verbo plantar é um bom exemplo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)