Siga-nos

Perfil

Expresso

A Bíblia e os escritores

  • 333

Eu sou dos que consideram uma grande fortuna quando um escritor se interessa pela Bíblia. A história da literatura documenta amplamente o benefício. E não só quando pensamos em casos óbvios, de Dante a Flannery O’Connor. Lembro-me de uma belíssima frase de José Saramago quando editou, não sem polémica, o seu romance “Caim”: “A mim, a Bíblia permitiu-me escrever o que não estava dito.” O que é absolutamente verdade. Saramago é uma espécie de narrador bíblico e, surpreendentemente ou não, em mais sentidos do que os expectáveis.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI