Siga-nos

Perfil

Expresso

Amanhã

  • 333

Do filme de Nanni Moretti que está agora em exibição, o primeiro golpe que recebi (e tão certeiro que doeu) foi a sequência no exterior do cinema Capranichetta, em plena Piazza Montecitorio. A protagonista deste “Minha Mãe” embate-se, a dada altura, com uma interminável fila de bilheteira para ver um dos filmes míticos do final dos anos 80, “Asas do Desejo”, de Wim Wenders. Moretti (ou a personagem que ele representa) está também nessa fila, estranhamente sossegado, como se nada fosse.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI