Siga-nos

Perfil

Expresso

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Diretor de Informação da SIC

A realidade atropela os ministros da Educação (II)

Há exatamente três anos, escrevi nestas páginas uma crónica que se intitulava “Quando a realidade atropelou Nuno Crato”. O texto surgiu na sequência da divulgação dos testes do PISA (que aferem a evolução da qualidade da nossa Educação) e criticava Nuno Crato. Não em relação às políticas que o então ministro desenhou mas às ideias que as suportavam e que foram contrariadas por esses resultados, sobretudo na matemática.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Há motivos para celebrar. Mas também para praticar

    Se Portugal apresenta uma performance negativa ao nível dos chumbos, o mesmo já não se pode dizer de outras componentes avaliadas pelos testes PISA: os alunos portugueses melhoraram a ciências, leitura e matemática. Pedro Abreu, da Sociedade Portuguesa de Física, elogia o resultados, mas pede contenção na análise. Até porque há um equilíbrio entre teoria e prática que permanece por resolver

  • Portugal é o país onde mais alunos chumbam pelo menos duas vezes

    Além de ter uma das mais altas taxas de retenção no ensino básico, Portugal é recordista na percentagem de alunos que repetem reprovações. E é também um dos países onde os jovens mais desfavorecidos mais são penalizados pelos chumbos, mostra o último estudo do PISA. Reter alunos não só é “ineficiente”, como é “injusto”, diz ao Expresso Diário o responsável máximo pelo PISA, Andreas Schleicher