Siga-nos

Perfil

Expresso

O País dos Sovietes

Em Janeiro de 1929, o “Petit Vingtième”, suplemento juvenil de um jornal de Bruxelas, o “Vingtième Siècle”, “envia” um dos seus repórteres, o jovem magricela e ruço Tintin, à Rússia soviética. Os belgas, pelo menos os conhecidos de Tintin, tratam a Rússia como curiosidade distante e exótica. Pedem-lhe que traga vodka e caviar. Mas o mais curioso em “Tintin no País dos Sovietes”(1930), agora reeditado em versão colorida, é a persistência do motivo do fantasma, ou, para falarmos em termos marxistas, do espectro.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)