Siga-nos

Perfil

Expresso

Mais uma volta

  • 333

De todas as minhas mitologias, é uma das mais improváveis. E uma das mais persistentes. Nunca gostei da Feira Popular, sempre me embaraçou um pouco, e tenho mais recordações más do que boas; mas o certo é que, há 12 anos, quando a Feira acabou, senti uma tristeza que não sabia de onde vinha, como acontece às vezes com a demolição de um edifício, de um quarteirão, de alguma parte da cidade que nos era indiferente mas afinal nos fazia falta.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI