Siga-nos

Perfil

Expresso

Fiel aos fiéis

  • 333

A heresia cristã a que se chamou “novacianismo” deve a designação a Novatus, ou Novaciano, um teólogo do século III que chegou a ser proclamado Papa, numa eleição fraudulenta, depois invalidada. Novatus era um homem brilhante e culto, que tinha lido os estóicos. Pagão ou judeu, não se sabe, converteu-se, e submeteu-se a um exorcismo. Então caiu doente, e baptizaram-no in articulo mortis. Ele, porém, sobreviveu. E tornar-se-ia conhecido como proponente de uma tese radical que se pode formular assim: quem renega a fé não pode regressar, ainda que manifeste arrependimento. Isso aplicava-se até aos cristãos que cometiam apostasia para escapar às perseguições movidas pelos romanos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI