Siga-nos

Perfil

Expresso

Do sarampo aos cães perigosos

As notícias vêm muitas vezes em ondas. No que é uma espécie de lei de ferro do espaço mediático: temos vagas de criminalidade, surtos epidémicos de sarampo, ondas de cães que mordem crianças e não faltarão outros exemplos. Talvez seja aconselhável algum ceticismo, afinal é pouco provável que a criminalidade se comporte de forma muito irregular — semanas e semanas em que os valores são normais seguidas por um surto momentâneo — ou nada indicia que os cães escolham períodos específicos para começar a atacar crianças. As epidemias são, a este propósito, a exceção que confirma a regra.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)