Siga-nos

Perfil

Expresso

Onde tudo se joga

A propósito do inquérito crime a Dias Loureiro, dei aqui conta da minha estupefação com o que apelidei de “arquivamento com nota de culpa”. A Justiça, em lugar de simplesmente arquivar — como manda a lei —, fê-lo deixando a pairar um espetro de culpabilidade. Escrevi-o e escreveram-no vários colunistas. Não fui original, nem estive desacompanhado. Aliás, nos últimos anos, não tem faltado quem, independentemente do protagonista em causa, não se canse de defender alguns princípios fundamentais do Estado de direito.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)