Siga-nos

Perfil

Expresso

Num país de SMS

No momento em que escrevo, não é certo que não surja uma mensagem de Snapchat, um vídeo em direto no Instragram ou uma conversação em grupo no WhatsApp que altere a compreensão do enredo. Até ver, a narrativa é clara, não é bonita e ninguém sai bem de um filme que, entre tricas, revela problemas de fundo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)