Siga-nos

Perfil

Expresso

Para onde vai o jornalismo?

o momento mais baixo de uma conferência de imprensa abjeta, um jornalista da CNN coloca uma pergunta pertinente a Trump: “Pode garantir que ninguém da sua campanha teve contactos com a Rússia?”. O Presidente-eleito não respondeu, aproveitando para repetir que CNN é sinónimo de “notícias falsas”. Até aqui, apenas mais um exemplo de como o anormal se tornou o novo normal. O pior foi o que veio a seguir. Os camaradas do repórter da CNN, em lugar de repetirem a questão de Jim Acosta até obterem uma resposta, prosseguiram a conferência de imprensa. Mais tarde, a pergunta acabou por ser colocada por uma repórter da ABC. O mal ao jornalismo estava feito.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)