Siga-nos

Perfil

Expresso

Audácia do pessimismo

Nem António Costa, com o seu “otimismo crónico”, esperaria que, passado um ano, o Governo tivesse superado as expectativas políticas, económicas e orçamentais. Se antes o OE-2017 era o prazo de validade do acordo, agora é realista falar do horizonte da legislatura. Da mesma forma que só pode gerar perplexidade que o défice mais baixo da democracia portuguesa tenha sido alcançado por uma solução minoritária, com apoio parlamentar do PC e do BE.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)