Siga-nos

Perfil

Expresso

Somos todos lesados do BES

  • 333

O Novo Banco era uma bomba ao retardador. Sabíamos que ia rebentar, só não sabíamos quando. Rebentou em plena campanha eleitoral: quando se soube que o atraso na reprivatização teria impacto no défice de 2014 (que passará a 7,4%) e, depois, com o abortar do processo de venda.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI