Siga-nos

Perfil

Expresso

Paulo Querido

Blogs que muito me deram em 2008

Chegou a época em que se fazem ainda mais listas do que no resto do do ano e eu desta vez, e para variar, decidi fazer listas. A que se segue não é, contudo, um top de melhores disto ou daquilo - é apenas uma lista de blogs que muito me deram ao longo do ano, aqueles onde colhi mais material, inspiração, ideias e controvérsias criativas. Aos seus autores, o meu obrigado.





2.0 Webmania - Portugal, a Web 2.0, o Mundo e a Internet.


A evolução deste blog ao longo do ano foi espantosa. Rui Costa, o primeiro editor do 2.0 Webmania, entrou o ano cheio de ambições e decidido a encontrar um caminho muito próprio dentro da divulgação da web 2.0. É mais difícil do que parece: a quantidade de projectos é gigantesca e escolher os mais significativos não está ao alcance de uma bola de cristal. Dá muito trabalho. Para mais, Rui Costa ocupou a partir de certa altura o lugar de sério divulgador dos projectos nacionais.



Nem sempre concordo com os critérios do 2.0 Webmania, devo dizer, mas das fontes de informação em português foi o local que segui com maior interesse e assiduidade.



Destaque especial para a sua série de recolha de depoimentos sobre o panorama nacional, Portugal 2.0. Profissionais ou amadores, ninguém fez melhor. E ainda não acabou.





Blasfémias


Não procuro no Blasfémias material para escrita, mas devo dizer que este blog, a partir do momento em que ultrapassei questões de pele, se tornou uma fonte de boa disposição, de alguma reflexão e de observação do tecido mediático-blogosférico português. É muito provavelmente, a par do Arrastão, o blog mais comentado do país e penso que os dois só terão perdido a liderança na atracção de comentaristas para o Público e o Expresso por alturas do Verão. (São informações empíricas e de observação, não existindo colecta de números directos.)



Não é a leitura dos comentários que me leva ao Blasfémias (não cheguei a esse ponto). São alguns dos seus autores, que gosto de ler, passando em claro os outros.



Há muitos blogs colectivos. Não discuto as diferenças de qualidade entre eles - nem esta lista, repito, é um best of de coisa nenhuma. Mas, sem subscrever os pontos de vista, aprecio a independência e coerência processual do Blasfémias.



Ponto Media

O blog do António Granado, Ponto Media, é um clássico e uma fonte permanente de pistas para quem, como eu, se interesse por media, jornais, jornalismo, web 2.0 e economia do jornalismo. A sua persistência é assinalável.





Memória Virtual


Quanto ao Memória Virtual, começo por dizer que hesitei duas vezes em integrá-lo nesta lista. A primeira vez porque é um dos projectos da rede de blogs que eu lancei, e isto funciona como uma declaração de interesse. A segunda porque incluir 1 dos mais de 30 blogs da rede é uma injustiça para os outros. Decidi-me pela inclusão por um motivo mais forte: o Memória Virtual foi, ao longo de 2008, um dos blogs que mais me deram. E este era o ponto de partida para a minha lista. Seria mais injusto não o colocar.



O Leonel Vicente produz um trabalho notável a acompanhar a realidade dentro e fora da blogosfera. Os elogios nunca são demais, aplicados a algumas pessoas, e ele é uma delas. Mas isto não se trata de uma lista de cumprimentos. Trata-se de uma lista prática. Além de ter alinhado comigo nalguns projectos (e discordado alegremente nalgumas ideias, como a do fim da blogosfera), o Memória Virtual funciona - tal como o Ponto Media - como uma lista de bookmarks fiável.



Destaco a série sobre a blogosfera em 2008 - o balanço anual que Leonel Vicente continua a cumprir, cada vez com mais esforço dada a dilatação numérica do seu objecto.



Reflexões de um cão com pulgas...

Em Reflexões de um cão com pulgas... Pedro Aniceto faz-me sorrir e às vezes investigar, outras bocejar. É o mais irregular dos blogs desta lista - e isto é um elogio, por estranho que vos pareça.

Pedro Aniceto é uma figura de referência para os clientes portugueses da Apple. Um divulgador das tecnologias associadas à maçã. Um corajoso denunciador de problemas, sem papas na língua. E um emérito caçador de momentos hilariantes.





Pedro Doria | Weblog


Sou assinante do blog do jornalista brasileiro Pedro Doria. Concluídas as eleições americanas tenho ligado bastante menos, mas ele foi, sem dúvida, dos blogs de onde mais colhi ao longo do ano. Sobretudo desde que viajou para os Estados Unidos, para se tornar o Knight Latin American Fellow na Universidade de Stanford e estudar os "rumos da democracia pressionada pela tecnologia e pelas novas formas de ditadura no mundo". De lá Pedro escreveu os mais sensacionais artigos sobre a fase final da campanha eleitoral americana, prendendo-me a atenção.





O Lago | The Lake


Alexandre Gamela é um jornalista com um currículo de formação impressionante e um conhecimento do jornalismo online e das redes sociais vasto como - atrevo-me a dizê-lo - muito poucas pessoas têm em Portugal. A sua capacidade de absorção não parece ter fim.



Eu sigo o Alexandre o mais que posso: subscrevo o blog O Lago | The Lake, que tem a particularidade de ser bilingue (o Alexandre tem uma invulgar capacidade de trabalho) e acompanho-o em redes sociais. No dia em que eu fizer um jornal, contrato-o. Até lá, leio-o e absorvo. Enquanto nenhuma Redacção lhe deita a mão - o que é um daqueles desperdícios de talento so possíveis numa indústria desorientada.

Brevemente: os blogs estrangeiros que eu subscrevi em 2008

Paulo Querido, jornalista