Siga-nos

Perfil

Expresso

A vergonha

De toda a gente com quem falei desde domingo, os mais indignados com a segunda vaga devastadora de incêndios foram portugueses a viver lá fora. Porque quando se vive fora, o orgulho no nosso pais é quase uma condição de sobrevivência. E, em lugar do orgulho, serviram-lhes a vergonha: Portugal notícia em todas as televisões e jornais como país incapaz de defender o seu território e a vida dos seus habitantes — afinal de contas, duas das principais funções do Estado. Portugal, vergonha internacional: metade da aérea ardida da Europa, metade de todos os mortos em incêndios no mundo inteiro, a maior percentagem de floresta privada e com a maior percentagem de ocupação das espécies florestais mais incendiárias: eucaliptos e pinheiros bravos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)