Siga-nos

Perfil

Expresso

O povo é quem mais ordena

A Whirlpool Corporation é uma multinacional de máquinas domésticas a uma escala global: emprega 93 mil pessoas e tem 70 centros de investigação no mundo inteiro. Em França, tem uma fábrica em Amiens, no norte, a terra natal de Emmanuel Macron e um dos feudos eleitorais de Marine Le Pen — os dois candidatos finalistas à Presidência da França. A Whirlpool anunciou recentemente o encerramento da sua fábrica em França, onde emprega 300 trabalhadores, deslocando-a para a Polónia, onde a mão-de-obra é mais barata e a empresa beneficiará de um regime fiscal mais benevolente. Na terça-feira, Macron visitou a fábrica e reuniu-se com os dirigentes sindicais, a quem se limitou a dizer aquilo que podia dizer face às regras do jogo: que iria tentar dissuadir a empresa de emigrar. E mais não podia prometer, visto que a regra fundadora da União Europeia, estabelecida há cinquenta anos, é a da livre circulação de pessoas, bens e mercadorias.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)