Siga-nos

Perfil

Expresso

Assim, como me ocorre

Até ao limite da minha paciência (que não é grande) tenho uma curiosidade masoquista em ler cartas de leitores aos jornais e escutar os desabafos dos que se afirmam representantes do “povo” nos fóruns de rádio e TV. O exercício é deprimente e por isso falo em masoquismo: um dia, alguém há-de intrometer-se nesta dicotomia “nós, o bom povo” vs. “eles, os corruptos” e indagar a sério dos fundamentos da apregoada superioridade do “bom povo”. Talvez cheguemos a conclusões lógicas e absolutamente não recomendáveis sobre os motivos da nossa crónica desgraça.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)