Siga-nos

Perfil

Expresso

A Europa

  • 333

Por razões familiares e não turísticas, passei há dias uma noite em Veneza para ali apanhar o avião para Lisboa. A antiga capital da República Sereníssima, provavelmente a cidade mais bonita e mágica do mundo, vem-se degradando ao longo dos anos, a olhos vistos. Em toda a extensão do Gran Canal não há praticamente um palazzo que não tenha a sua fachada com a pintura a cair ou as portadas de madeira das janelas ameaçando ruína iminente.

para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)