Siga-nos

Perfil

Expresso

Porque é que as 35 horas são uma provocação

  • 333

Recordemos o princípio de tudo: em 2011, o Estado português foi à falência e teve de pedir ajuda internacional, no valor de €78.000 milhões. Esse empréstimo veio juntar-se à dívida já acumulada por sucessivos anos de défices públicos, financiados com outros empréstimos. O serviço da dívida representa hoje 8,5% do total da riqueza do país, o mesmo que nos custa o Serviço Nacional de Saúde, e é o factor que impede o investimento público e paralisa o investimento privado, tolhido pelo massacre fiscal a que a economia é submetida para acorrer aos encargos do Estado.

para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)