Siga-nos

Perfil

Expresso

Putin e as ruínas

Alepo é o símbolo da ambição estratégica de Moscovo, da retirada de Washington do Médio Oriente e da fraqueza das capitais europeias. É assim que alguns olham para a Síria. A destruição sistemática da mais antiga capital comercial e financeira do mundo por onde passou Marco Polo, Ibn Battuta e a Estrada da Seda, garante a sobrevivência do regime de Bashar al-Assad em Damasco, das bases russas na costa do Mediterrâneo e demonstra o poder de Moscovo a qualquer antagonista.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)