Siga-nos

Perfil

Expresso

Homicídios de verão

  • 333

Quando despachava processos, precisava de observar longamente as fotografias dos cadáveres nos processos de homicídio. Elas antecipavam e concentravam toda a história de violência causa da morte. As marcas, os golpes, o estado do corpo até da cara. Eram uma forma de aproximação ao mistério das mortes. Lembro-me de um caso sobre a morte de uma stripper lançada ao rio Tejo durante uma orgia num navio cuja investigação falhou.

para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)