Siga-nos

Perfil

Expresso

Investigar. Prender. Acusar

  • 333

A distinção entre um processo penal democrático ou totalitário acaba de ser abrilhantada com uma espécie nova: o processo penal de “sábado à tarde”. De estrutura vitimista, alheio às exigências da ética, da culpa penal e do direito de punir, de finalidade popularucha e arrebatadora. O quadro constitucional da prisão preventiva em vigor ainda é consensual e distinto.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI