Siga-nos

Perfil

Expresso

Os Maos do futebol

  • 333

Em outubro de 2013, pela primeira vez em Portugal, um chinês de “grande poder financeiro”, Eric Mao, compra 70% do Atlético FC de Alcântara, um clube da 2ª divisão em estado de pré-falência. Prometia investimentos de milhões, o Atlético e Beijing Glory FC filhos do mesmo dono com uma parceria com a Letónia através da mesma empresa com sede em Hong Kong em contratação sucessiva de alguns jogadores de passado suspeito. Segundo a UEFA, trata-se de uma companhia com potenciais ligações a jogos combinados, mas não se sabe de nada. Devia ter sido dado o alerta máximo para os riscos do futebol português. O mesmo sucedera com o Atlético de Madrid.


Para continuar a ler o artigo, clique AQUI