Siga-nos

Perfil

Expresso

A longa adolescência

A ideia comum de que sempre foi fácil distinguir a infância, a adolescência e a idade madura é falsa. Há duzentos anos, mesmo na Europa, o conceito de infância não existia ou, para sermos rigorosos, apenas existia quando nos referíamos a uma classe privilegiada. Ao lado da menina vestida de organdi que vemos nas revistas da época, havia milhares de “crianças” trabalhando 12 horas por dia nos teares de Lancashire. E não se pense que, em períodos anteriores, era melhor. Mal se cortava o cordão umbilical às criaturinhas, elas tinham de lutar pela vida pastoreando os rebanhos por serras inóspitas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)