Siga-nos

Perfil

Expresso

E se eu fosse um homem era diferente?

É uma pergunta para a qual não tenho resposta. À partida, o meu temperamento poderia ser o mesmo mas, uma vez que a experiência de vida seria diversa, a minha personalidade talvez sofresse alterações. Se hipoteticamente eu tivesse nascido com aquele membro que Freud mencionou com sobranceria no seu ensaio “As teorias sexuais infantis”, é possível que adoptasse atitudes machistas. Noto, contudo, que se deixou de falar na “inveja do pénis” com o ar científico com que tal facto era referido em 1908.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)