Siga-nos

Perfil

Expresso

O testamento vital

  • 333

A 23 de Março de 2005, muito antes de estar doente, redigi um “testamento vital” privado que entreguei ao meu marido e aos meus filhos. No meu livro “A Morte” (2011), abordo a vantagem de os portugueses poderem redigir um documento semelhante com validade oficial. Para minha surpresa, a 16 de Julho de 2012, o Parlamento aprovou uma lei, dando sanção legal ao que preferiu chamar “Declaração Antecipada de Vontade” (DAV). Os juristas portugueses não resistem à tentação de trocar palavras simples por complicadas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI