Siga-nos

Perfil

Expresso

Sim... mas

A avaliação da situação económica do nosso país por parte das instâncias europeias melhorou ao ponto de nos retirar do grupo de países da União Europeia com “desequilíbrios macroeconómicos excessivos” e passar a considerar-nos apenas com “desequilíbrios macroeconómicos”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)