Siga-nos

Perfil

Expresso

Manuel S. Fonseca

Não há beijos no rabo em Michelet

  • 333
Não foi por ter ido a Copenhaga de propósito escolhê-lo, mas o mais bizarro "melhor filme" que já vi foi "Heksen", um filme mudo dinamarquês, realizado pelo sueco Benjamin Christensen. "Heksen" é mais conhecido pelo subtítulo "A feitiçaria através dos tempos", e só não digo que foi um amor à primeira vista porque já o tinha visto, letra a letra, num livro que é o "mais estranho melhor livro" que já li.   

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI.