Siga-nos

Perfil

Expresso

Manuel S. Fonseca

Hoje há passarinhos, amanhã não sabemos

Manuel S. Fonseca (www.expresso.pt)

Hoje há passarinhos. Pelo menos havia: nas esquinas do passado, alegrando as montras das cervejarias com clamorosos atentados ortográficos. Escrevia-se com desembaraço: "à passarinhos". Juraria que vi até um "á paçarinhos", assim, cedilhado, na limpa janela dum restaurante de Campo de Ourique. Cedilhas destas cortam um passarinho ao meio. Não há passarinhos no futuro com que os filmes antecipam a vida. O futuro no cinema é a distopia, escandaloso palavrão usado pela Academia para designar o "Total Recall" do Schwarzenegger, em que a então desconhecida Sharon Stone nos revelou, para memória futura, as lábeis qualidades do corpo humano.

Escolha uma das opções para ler o artigo inteiro