Siga-nos

Perfil

Expresso

O riso e a perninha de Astaire

  • 333

Não sei se é rir ou dançar. É disso que eu mais gosto, e esqueçam lá ler e escrever. Pode ler-se a dançar, como as elegantes pernas de Leslie Caron mostram no “An American in Paris”, e o argumentista Michael Arlen escreveu a rir, em Hollywood. Arlen, escritor inglês, era muito apreciado em Hollywood, e ainda não tinha escrito pevide. Tropeçou no produtor Samuel Goldwyn à entrada de um restaurante. Falaram, e Goldwyn, que suava em dólares, aconselhou-o: “Compre um par de cavalos de corrida, é um bom investimento.” E adeus.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI