Siga-nos

Perfil

Expresso

Um só tiro

  • 333

Leio na cama, mas os olhos fecham-se como antes não se fechavam. Há dias, abri “Aquele Grande Rio Eufrates”, do poeta Ruy Belo. Lia o sublime “Elogio da Amada”, e no verso “a amada é bem a infância que vem ter comigo” já eu dormia como um bebé. Acordou-me o estrépito do helicóptero de “The Deer Hunter”, vinham Robert De Niro, Christopher Walken e John Savage agarrados ao estribo, o ameaçador rio lamacento em baixo. Eu continuava sentado na cama, Ruy Belo na mão. Levantei-me de um salto — ainda me levanto de um salto. Um helicóptero, três boinas verdes e um rio é muita fruta, mesmo para a minha cama gigante.

Para continuar a ler o artigo, clique   AQUI