Siga-nos

Perfil

Expresso

O ensino da economia africana

  • 333

Uma simplificação usual quando se fala do continente africano é tratá-lo como se de uma entidade única e indistinta se tratasse, esquecendo que são mais de cinquenta países e com diferenças de vária ordem entre si. Esta simplificação ocorre quer se esteja a analisar a vertente económica, política, ou outras matérias. Umas vezes isso acontece pelo desconhecimento do pormenor, mas a situação piora quando se minimiza a sua importância porque ‘a África é toda igual’ o que significa para muitos que ‘os pretos são todos iguais’. Mas a simplificação inevitavelmente surge como uma necessidade instrumental, nomeadamente pedagógica, quando se pretende traçar um panorama sintético.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI