Siga-nos

Perfil

Expresso

Estamos ricos, outra vez

Centenas de balanços, relativos a 2016, e previsões, para 2017, depois, os portugueses concluíram que o melhor era mesmo refugiarem-se nos centros comerciais. Ninguém consegue explicar muito bem o que aconteceu, em 2016, em Portugal e no mundo. Conclusão: a resposta é ir às compras. As previsões para 2017 estão cheias de pontos de interrogação. Resultado: os portugueses têm como certo que é melhor consumir agora antes que seja tarde.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)