Siga-nos

Perfil

Expresso

Um orçamento de esquerda. Ou não

Uma semana depois já (quase) tudo foi dito e escrito sobre o Orçamento de 2017. Trata-se de um documento extraordinário que procura agradar a todos, tipo “pastilha elástica” como lhe chamou Manuel Carvalho no “Público”, mantendo o essencial, ou seja, a austeridade, como muito bem tem demonstrado Helena Garrido no “Observador”. Resta por isso uma angustiante questão, ainda não esclarecida: trata-se de um orçamento de esquerda ou de direita?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)