Siga-nos

Perfil

Expresso

Uma campanha estranha

  • 333

1 A campanha eleitoral que hoje termina é um das mais estranhas e surpreendentes desde que há democracia. Começou sem existir um vencedor claro, o que, dizem os especialistas, é inédito. E termina, segundo as sondagens divulgadas, com uma tendência de resultado que ninguém, incluindo eu próprio, se atreveria a antecipar há seis meses. A ideia generalizada é que estas eleições seriam um passeio para António Costa e para o Partido Socialista. Independentemente do resultado final, não foram.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI