Siga-nos

Perfil

Expresso

Causas e protestos

O projeto começou a tomar forma em 2011, muito antes de se saber que Donald Trump seria candidato presidencial e muito menos que ganharia as eleições de 2016. Tratava-se de estudar e preservar o material fílmico coligido pelo Departamento de Polícia de Nova Iorque (NYPD) nas suas atividades de vigilância — muitas vezes encoberta — de grupos e manifestações contra o statu quo, desde 1897. Na exposição na histórica Surrogate’s Courthouse em Lower Manhattan podem ver-se, além de cartazes, folhetos de propaganda, etc., sete segmentos de filmes e muitas fotos tiradas (ou rodados) por agentes policiais — os improváveis historiadores que dão o título ao projeto.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)