Siga-nos

Perfil

Expresso

São Carlos, anos 1950

  • 333

Tive muita pena de perder os “Dialogues des Carmélites”, na realização de João Paulo Santos, Cristina Reis e Luís Miguel Cintra, tanto mais que assistira à estreia da ópera em São Carlos em 1958, um ano após a première mundial em Milão. Agora houve quem suspeitasse que tal aggiornamento em pleno Estado Novo ter-se-á devido à temática católica e à mensagem antirrevolucionária (?) da ópera de Poulenc. A premissa é que o São Carlos dos anos 1950 e 60 se regulava por um bafiento conservadorismo artístico.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI