Siga-nos

Perfil

Expresso

Whitney

  • 333

Há muito que a gestão museológica se transformou numa especulação imobiliária. Em caso de dúvida a solução é crescer e/ou multiplicar-se (como faz o Guggenheim). Em Nova Iorque, o Whitney Museum of American Art mudou-se de armas e bagagens (isto é, pessoal e obras de arte) para um edifício construído de raiz no hoje desativado Meat Packing District, à beira da High Line. (As carcaças de carne e osso há muito que foram substituídas pelos manequins das lojas de moda.) De certa forma é um regresso às origens, pois o Whitney nascera em 1931 na West 8th Street, em plena Greenwich Village e só em 1966 ocupara o edifício brutalista de Marcel Breuer na Madison Avenue e Rua 75. 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI