Siga-nos

Perfil

Expresso

Trim trim

O acordar é sempre mais violento quando o despertador toca num período de sono profundo. O mesmo estado em que estava mergulhado o país. Adormecido pela música de embalar de um Governo que maravilhava, não por aquilo que fazia mas apenas por não cair.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido