Siga-nos

Perfil

Expresso

Os galos

Para enfrentar a tempestade, o barco teve de subir um rio, ajudado por outros. Quando já estava em segurança, um novo rumo foi traçado. Para subir o rio, em vez de se poupar no combustível, a nova liderança assumiu que era altura de pôr o motor a funcionar a todo o gás. Comunicou à tripulação que a política agora era outra, mas, ao acelerar (muito menos do que inicialmente tinha prometido), o motor teimou em não responder como o previsto. Só que como a maré está a subir e os outros barcos continuam a lançar as suas amarras, parece que o motor funciona a todo o gás. E o capitão e o seus oficiais gritam vitória como se fosse a estratégia deles que estivesse a ter efeito.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)