Siga-nos

Perfil

Expresso

Adormecer com Keynes e acordar com Hayek

Imagine que no seu orçamento anual gasta por ano €600 euros em eletricidade. Por dificuldades orçamentais provocadas pelo aumento voluntário da mesada dos seus filhos e pela diminuição do rendimento esperado vê-se obrigado a dizer que afinal só pode gastar 500 euros. Como nos anos anteriores já tinha feito todas as poupanças possíveis, como não consegue viver sem ligar as luzes, o frigorífico ou até a televisão e como jantar à luz das velas não é opção, você decide que em novembro e dezembro não vai pagar a conta da luz.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)