Siga-nos

Perfil

Expresso

A (primeira) fatura

  • 333

Eis o custo da estratégia Costa. E não é baixo. 10,9 mil milhões de euros. As contas são feitas pela Unidade Técnica de Apoio Orçamental com base na diferença dos défices previstos pelo anterior governo entre os anos de 2016 e 2019 e os défices previstos por este. No final a diferença, tal como todo e qualquer défice, tem de ser financiada por dívida pública. Iremos continuar a endividar estupidamente as próximas gerações para pagar o experimentalismo. Isto para uma dívida pública que já atinge os 231 milhões de euros. Ou seja, a conta, para já, é 5% de dívida a mais do que já estava previsto.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI