Siga-nos

Perfil

Expresso

Seis vergonhas do Banif

  • 333

O Estado era o maior acionista do Banif desde 2013. Ou seja, era um banco público. Gerido. Perdão, mal gerido por uma administração que sempre agradou ao acionista. Isto apesar de nunca ter conseguido encontrar uma solução para o banco. Durante três anos tentou convencer a todo-poderosa Direção-Geral da Concorrência em Bruxelas que o Banif era viável sem a ajuda do Estado. Nunca conseguiu. O que dizer de uma gestão que não consegue sequer aprovar um plano que garanta a viabilidade económica e financeira de uma empresa?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI