Siga-nos

Perfil

Expresso

Alain Senderens (1939 - 2017)

Alain Senderens, que morreu no domingo, 25 de Junho, na sua casa de Saint-Setiers, lugarejo de menos de trezentos habitantes em Corrèze, um pouco ao sul do centro da França, onde se recolhia das luzes da cidade, foi porventura o mais imaginativo e certamente o mais erudito e intelectual da mão-cheia de chefs franceses que, no fim dos anos 60 e começo dos anos 70 do século passado, mudaram radicalmente o conceito e a prática do que se entendia por comer bem em França (e, por irradiação, em todo o mundo próspero onde comer há muito passara a ser mais um deleite do espírito do que a satisfação de uma necessidade do corpo).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)