Siga-nos

Perfil

Expresso

Fidel Castro (1926 - 2016)

Fidel Alejandro Castro Ruz, que morreu em Havana — anunciou ao mundo o irmão Raúl — na noite de 25 de Novembro, tomara o poder em Cuba a 8 de Janeiro de 1959 não o largando mais, embora houvesse esperança ao início, desde a sua chegada triunfal a Havana para discurso que começou de noite e acabou ao romper do dia enquanto eram soltas pombas brancas, de que restauraria a democracia, havendo levado a fugir para o exílio — em parte no Portugal de Salazar — o ditador derrubado, o antigo sargento do exército cubano, Fulgêncio Batista que, com incompetência fatal, em 1956 amnistiara Fidel, jovem advogado esquerdista condenado a 15 anos de cadeia por ataque falhado ao quartel de Moncada, em Santiago de Cuba, em 1953, com estudantes que comandava, 70 deles mortos na altura, havendo Fidel partido para o México de onde voltaria menos de um ano depois num iate com 80 camaradas (que incluíam o médico argentino Ernesto “Che” Guevara).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)